É impossível ser feliz sozinho…

10 06 2009
Flores a todos os enamorados

Flores a todos os enamorados

Muita gente me pediu pra escrever sobre o Dia dos Namorados. Confesso que ao ler tais pedidos fiquei com uma sensação estranha. Um misto de tristeza e até certo ponto alegria. O lado triste da história foi perceber que continuo no clube dos encalhados e carentes, fazer o que? Até já faz um bom tempo que estou nessa, falta encontrar ou ser encontrado por alguém. Enfim, isso de certa forma precisa de alguma alteração, paixão ainda é algo que me motiva, falei disso no post Aprendendo a Falar e a Viver, onde falo de como nasceu meu primeiro livro, mas enfim, passado infelizmente ou felizmente, sei lá, é passado.

Ok, esse é o lado triste, onde estão as coisas boas nessa história? Bom, nesse tempo todo de encalhe (ops seria melhor escrever solidão), aprendi muito sobre mim mesmo, cresci como pessoa. Cresci a ponto de levar a solteirice na esportiva, sem tanta neura. Outro ponto divertido foi justamente receber os pedidos pra falar do tema. Esse flerte com quem me lê é divertido, eu gosto de saber o que quem me lê pensou ou sentiu do meu texto. Me ajuda nessa cruzada por auto conhecimento e também torna esse espaço mais democrático. Como disse a quem neguei a liberação de comentários, evito sempre comentários que por serem pessoais demais podem expor quem os fez.

Mas voltando ao tema. O encalhado aqui vai falar de uma data, ou melhor do que traz essa data de simbolismo. Começo usando justamente o verso do Tom Jobim. Adoro as músicas dele, gosto ds letras e das melodias, wave não é diferente. O verso entretanto pode até ser questionado. Eu sou daqueles que acredita que dá sim pra ser feliz sozinho. Que a felicidade está mais ligada ao indivíduo do que ao que se alcança, felicidade é algo interno.

É claro que o carinho de alguém, beijos apaixonados, uma frase bem colocada ao pé do ouvido, tudo isso faz sim diferença no nosso ânimo. Mas conheço gente que tem tudo isso e ainda assim não é feliz, como também conheço gente que é feliz sem ter a cara metade, a tampa da panela ou qualquer outro sinônimo popular que se ache. O importante é estar bem consigo mesmo, até para poder estar bem com os outros.

É claro que nessa época em especial me sinto como a música do Dominguinhos (Que falta eu sinto de um bem/Que falta me faz um xodó/Mas como eu não tenho ninguém/Eu levo a vida assim tão só/ Eu só quero um amor/Que acabe o meu sofrer/Um xodó pra mim/Do meu jeito assim/Que alegre o meu viver). Na busca por alguém que realmente mexa comigo. E que mostre também que o Jobim estava certo quando escreveu. Afinal, é ligar a televisão e ver comerciais, os filmes que passam se tornam todos românticos, qualquer restaurante tem promoção pro dia dos namorados, ficar livre dessa influência só se mudando pra marte, porque nas cidades pequenas (eu moro em uma) o assunto também é o mesmo.

E esse lado comercial da coisa por incrível que pareça traz um certo glamour ao evento. Olhando por ai, se percebem casais às vezes em fase mais decadente do relacionamento usando a data pra tentar se modificar, voltar a namorar naquele casamento de 30 anos. Serve de lembrança, tem gente que só lembra que tem alguém especial por causa dessas datas comerciais. E quem não tem, como eu, fica com inveja…rs

É claro que tem aquelas pessoas eternamente enamoradas, não pelo outro, mas pela vida, gente que sorri de e por tudo. Pra esses essas datas realmente não possuem sentido ou função alguma, assim como para aqueles apaixonados de plantão. Mas eles não são o grosso da população. Acho que é por isso que estas datas fazem tanto sucesso. Assim como acho que é por datas como essa que acabamos por crer, mesmo que estranhamente, em versos como os do Jobim.

No fundo é tudo pura viagem pra falar de um tema que o encalhado aqui não entende nada, mas espero ter emitido a minha opinião. Fica um abraço carinho (e cheio de inveja) a todos os leitores enamorados e a torcida para que os leitores solteiros como eu desencalhem até o dia dos namorados do ano que vem.

Anúncios

Ações

Information

8 responses

10 06 2009
Ursinha

Alex, o “ser feliz sozinho” é isso aí que vc disse! Apreciar a própria companhia, gostar de si, se cuidar, SE CONHECER…como é bom.Claro que um carinho , um toque, palavras ao pé do ouvido tbm agradam,mas isto pode-se ter.Verdaeiras ou não.
Enfim, o que eu queria dizer é que estou feliz por vc ter postado !

Umas beijoquinhas pra vc,rs

11 06 2009
Érika

Oi Alex!
O clima do dia dos namorados esquentou mesmo todos os ânimos… rs… Adorei ler o teu post!

Beijos,

11 06 2009
Eve

Devo confessar me que admira a capacidade de alguém ser feliz sozinho. Poxa, ao contrário de você, nunca consegui crescer só. Sou completamente depende de alguém que me aponte novas nuances que me estimule ver como eu não via, que seja meu olhar quando não quero ver.

Ainda ontem estava a filosofar sobre a solidão… Depois de muito pensar, me acalmou a idéia de que completamente consigo me ver só, não interessa quantas pessos tenho por perto. Interessante que apesar de me ver assim em muito momentos, não me satisfaz, sou infeliz sozinha.

Viver esses momentos só meus, talvez seja fantasiar um mundo particular. (Devo secretamente estar a atuar nessa vida… )

Enfim, me entristece saber que não sou feliz só, não me faltam beijos apaixonados, abraços, frases ao pé do ouvido. Apesar de tudo, não consigo dividir com alguém o que de melhor tenho, isso me faz ser solitária.

14 06 2009
Patricia

Alex,

Nada de errado em estar sozinho, desde que isso não nos entristeça. O que não podemos fazer é fecharmos para o AMOR. Muitas vezes essa opção não é a nossa, mas deles…ou delas…rs. Acredito que toda panela tem sua tampa e que não nascemos cumbuca!!!

Beijão.

18 06 2009
nico

é verdade…essa é uma época em que os solteiros ficam com invejinha dos namoradores!!!
mas também é com a “solidão”que aprendemos a nos amar!…
mas sempre bom estar em busca do
“é impossivel ser feliz sozinho”

24 01 2010
eduardo

Ola amigo tudo bem!! na verdade nao quero envelhecer sonzinho, mas hoje em dia esta dificil encontrar uma companheira ja fui casado e nao dei o devido valor agora me arrependo, estou saparado a um ano e nao consigo arrumar ninguem…e macumba ou sou feio mesmo. abraços

24 01 2010
eduardo

Ha esquece de uma coisa, se for a vontade de DEUS que a pessoa veio predestino a ficar sozinho na vida o jeito e se conformar e se apegar a ele e tentar ser feliz…

13 06 2010
32 Dentes – Titãs « Olhares Dispersos

[…] que fiz ano passado sobre o dia dos encalhados.  Se alguém quiser ver os posts, vale clicar aqui para ler o primeiro da série “É impossível ser feliz sozinho”, para ler o segundo clique aqui “Eu me amo, não posso mais viver sem mim…” e para ler o […]




%d blogueiros gostam disto: