Who Wants to Live Forever – Queen

23 12 2009

não adianta ver uma bela paisagem é preciso saber senti-la, e isso infelizmente é mais difícil do que parece

Hoje é dia de falar do único personagem da história que realmente tem superpoderes, o dr. Manhattan. Um físico fica preso dentro de uma máquina que não pode ser desligada e seu corpo é destruído. Tempos depois ele reaparece como um ser com o poder de controlar os átomos, alguém que pode fazer praticamente qualquer coisa.

Nessa realidade alternativa, a presença do Dr. Manhattan faz com que a Guerra do Vietnã seja vencida pelos americanos, que Nixon seja reeleito e se torne uma espécie de herói popular, a Guerra Fria alcança níveis terríveis e a antiga U.R.S.S não invadiu o Afeganistão. Com todo esse poder geopolítico em suas mão, entretanto, o personagem em questão parece cada vez mais alheio a esse mundo onde está inserido. Aliás a cada momento ele parece cada vez menos humano.

Tendo conhecimento sobre seu futuro, ele simplesmente ignora o que acontece ao seu redor. Sentimentos, pessoas, sensações não passam de fatos diante dos seus olhos. Ele enxerga tudo como átomos interagindo, apenas isso. É imortal e me fica a pergunta, será que ele quer isso ou se toca a respeito disso? Por isso a música do Queen, who wants to live forever (clique aqui para ver o clipe) faz parte da trilha de Highlander, um filme que traz homens que são imortais a menos que lhes arranquem as cabeças.

Dr. Manhattan não corre nem esse risco. Na verdade, acredito que mesmo que corresse não faria diferença alguma. Essa sua postura meio autista em relação a tudo o que o cerca, essa sua visão limitada a aquilo que ele quer e consegue perceber e entender não é algo totalmente estranho ao ser humano. Eu mesmo já me peguei diversas vezes fugindo do mundo que me cerca, tendo uma visão totalmente limitada sobre o que acontece e acreditando que aquilo que eu via era o suficiente para entender e viver bem no mundo em que estou.

Aliás, acho que isso acontece comigo o tempo todo. Tenho uma visão muito pessoal e particular da vida e muitas vezes acabo, como o Dr. Manhattan, me fechando dentro desse pequeno universo particular e deixando de lado sensações e emoções simplesmente por não entendê-las de forma clara e coerente. Faço das minhas limitações um recurso para isolar-me ainda mais do resto. Não tenho uma “Silk Spectre” ao meu lado para magoar com minha postura muitas vezes absurda. Mas convivo com pessoas e estas pessoas acabam vendo-se afastadas de mim, ou pelo menos de aspectos importantes de minha vida simplesmente pelo meu jeito peculiar de ser e agir.

O padrão de comportamento robótico, ou multifuncional como sou chamado pela psicóloga…rs é real e é a forma mais segura que eu encontrei para não sucumbir a loucura e tornar-me um Comediante, mas eu estou longe de ser um Dr. Manhattan, não tenho saberes e nem poderes que me tornem acima ou mesmo capaz de estar realmente isolado e a parte do resto da população.

Sei de diversas outras pessoas que também são assim, presas em seu mundo, sem conseguir perceber coisas simples que se situam ao alcance de seus olhos. Gente que como eu não consegue ainda entender o que está fazendo neste planeta, gente que vive e faz aquilo que acha certo dentro do seu padrão, sem entender os padrões e funcionamento dos outros. Gente que parece não ter sentimento algum. Mas que infelizmente chora e muito por não entender os sentimentos mais simples que tem.

BlogBlogs.Com.Br

Anúncios

Ações

Information

7 responses

26 12 2009
Luciana

gostei da ideia…..lembrei de um livro infanto que se chama poderosa, tudo que a personagem escreve em seu diario com a mao esquerda, vira realidade, ela acabou salvando a joana darc da fogueira.

http://becodaspalavras.wordpress.com/

26 12 2009
Luciana

sinta-se a vonta de adicionar e como tbm gostei do seu blog esa adicionado

bjs

27 12 2009
Paulão Fardadão Cheio de Bala

Vc é retardado? O Dr. Manhattan não enxerga apenas a sua realidade e por isso fica alheio ao que acontece com os outros. Ele sabe tudo sobre tudo, passado, presente e futuro de todas as coisas que já existiram ou virão a existir, ele está ligado a cada átomo ou partícula de tudo pela eternidade. Ele inclusive explica isso no gibi, ele mostra que o tempo que as pessoas vêem como uma linha pra ele é plano, ele vê o nascimento e a morte de qualquer coisa ao mesmo tempo, não precisa se deslocar, e mesmo q se diga q ele poderia alterar o destino de tudo ou qualquer um, o fato é que ele já sabe também dessas realidades paralelas, ele é mestre de todas as possibilidades, elas já aconteceram enquanto estão acontecendo do seu ponto de vista. Isso é conhecido como onisciência, e embora todo livro sagrado de todas as religiões fale sobre esses assuntos, a maioria das pessoas parece ser burra demais por se achar esperta demais, e sequer reflete sobre o assunto.

27 12 2009
olharesdispersos

Paulão, assista o filme antes de me chamar de retardado, por favor.

De todas as alterações feitas na história para o cinema, essa foi a mais lógica se a gente pensar em física quântica.

De qualquer forma, mesmo com a grande falta de educação agradeço a sua resposta e a deixo aqui visível pois pode gerar uma discussão legal.

Obrigado.

28 12 2009
Lacobos

Dr Manhattan só perde para o Rorschah, sim, eu sei que ele mata ele e pode matar qualquer um, mas Rorschah é Rorschah (seja lá como se escreve isso rs).

Sou professor de Mat./Fis. e achei a maneira que o Dr foi elaborado muy interessante, tanto que o utilizei em sala de aula em uma ocasião hehe

Ótimo Blog!
Bom Ano Novo,

Lacobos

28 12 2009
olharesdispersos

Obrigado pela visita, eu gosto muito de dois personagens (que estou guardando pro final da sequência, Rosrschach e Night Owl, acho que são extremamente ricos

29 12 2009
Bruno Costa

Talvez o importante seja viver, simplesmente. Muitos e variados afetos nos atravessam, o tempo todo. A vida não tem mesmo qualquer sentido e, quando entendemos isso, nos libertamos. Assim percebemos o poder da criação, da vida como obra de arte. Que em 2010 você invente sentidos alegres pra sua vida. Vou tentar fazer o mesmo por aqui…
Abraço




%d blogueiros gostam disto: